Publicado em Castelo de vidro, Posts

06 | NÃO MORDE ELE – LIVRO 01 (CASTELO DE VIDRO)

Depois da festa não tive sono. Fui até casa de Jack ver se ele estava bem. Dormia tranquilo em sua cama, tentei entrar mas não consegui então apenas observei pela janela. Enquanto ele dormia subi em uma árvore para avistar se havia alguém na floresta. Infelizmente ninguém, teria que me alimentar de outro modo. No momento em que ia descer Jack apareceu subindo a árvore.

“O que está fazendo? ”
Perguntei

“Subindo”
Finalmente estávamos no mesmo galho.

“Nossa. O que faz aqui tão cedo? ”
Pergunta ele.

“Nada. ”
Estava preocupada com o sol. Tinha que expulsa -lo dali.

“Você tem que ir. ”
Tentei hipnotizar.

“Por quê? ”

“Deve entrar em sua casa e sair apenas quando eu estiver longe. ”
Olhei firme nos olhos dele.

“Não.”
Ele respondeu e eu vi que não deu certo. Algo estava errado. Não conseguia hipnotizar ele, por que? Deu certo com todos mas não com ele.
“Te vi na festa ontem. Achei que estava passando mal. ”
Disse ele.

“Também te vi muito bem acompanhado”

“Sua irmã é maluca ”

“Ela é idiota isto sim”

“O que disse? ”

“Nada”.
Respondi virando o rosto.

Um vento forte bateu fazendo meus cabelos voarem. Logo senti o cheiro do sangue dele e tive uma imensa vontade de morde-lo.

“Está bem? Parece pálida e seus olhos”

“Não é nada. Estou doente lembra? ”
Virei imediatamente os olhos.

“Deve descansar”
Assenti com a cabeça.

“Quer saber vou abrir o jogo pra você. ”
Disse ele.

Olhei nos seus olhos castanhos. Havia algo diferente quando olhava nos olhos dele. Sentia mais fome.

“Eu gosto de você. Mas não deste jeito sabe? Eu amo você e quero ficar com você ”
Ele disse e eu avistei Dodge bem distante. Lembrei do que ele me disse.
“Também gosto de você ”
Menti mordendo os lábios. Não sabia ao certo se era mentira. No fundo eu gostava mesmo de Jack, eu desejava seu sangue a todo instante. Ele aproximou-se ainda mais de mim e a vontade de mata-lo ficou ainda mais intenso. Fechei os olhos e tentei me controlar. Ele colocou seus lábios juntos aos meus e nos beijamos. Eu estava com muita fome e sentia uma imensa vontade de morde -lo. Ouvi Dodge dizer.
“Não morde ele”

Mas eu queria muito

Mas eu queria muito. Dodge voltou a repetir

“Não faça isso. ”
Com muita dificuldade apenas retribui o beijo, me afastei quando vi que não conseguiria me segurar. Pulei do galho e corri ignorando o sol. Tenho certeza que Jack achou estranho o jeito em que pulei da árvore.

Corri até em casa mas antes de entrar Dodge entrou na minha frente.

“Sai da minha frente”
Eu estava queimando.

“Falta pouco Vitória ”

“Me solta”
Ele me segurava dando gargalhadas.

“Fica quieta e escuta”.
Gritou ele.

“Me solta esta me machucando. ”

“Você tem que procurar um livro na casa. É importante. ”

“Me solta! ”

“Você vai fazer! ”

“Eu vou fazer, eu prometo”
Ele me soltou e eu entrei em casa caindo ao chão de barriga para cima recuperando o fôlego.

*

Depois da festa não tive sono

https://www.wattpad.com/story/48396079-cidade-para-vampiros-livro-01-vit%C3%B3ria

Continua…

”Oi. Tudo bem com vocês? *** obrigada por ler volte sempre♡♡♡”

Diga não ao plágio!
Lei 9. 610

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s